9 de maio de 2016

100 Melhores Personagens de Séries - Nº 26



Série: Peaky Blinders
Actor: Cillian Murphy


por Miguel Pontares

    Nick Cave abre as hostilidades com 'Red Right Hand'. Estamos em Birmingham, no pós-Primeira Guerra Mundial, e lá vem ele, de cigarro na boca, olhos azuis que hipnotizam guarnecidos pelo seu carisma e por uma voz inconfundível, cabelo rapado de lado e a boina com uma lâmina guardada para qualquer eventualidade.
     'Peaky Blinders', que funde ficção com a História, é uma daquelas séries que merecia aclamação mundial, embora figuras como Brad Pitt, José Mourinho e Steven Spielberg venerem todos a série. Pode-se falar de reconhecimento no caso de 'Sherlock', 'Dowton Abbey' ou 'Doctor Who', ao contrário (injustamente) de 'Luther', 'Black Mirror' ou 'Peaky Blinders', invisíveis para grande parte dos consumidores da boa televisão que se faz hoje. Criada por Steven Knight para a BBC, tem por base o gangue peaky blinders, do qual Tommy Shelby é o líder.
    Thomas Michael Shelby, interpretado por Cillian Murphy - que veste a personagem como nenhuma outra até aqui na carreira, merecendo já há muito tempo um protagonista tão forte numa série/ filme deste nível -, é o líder do clã Shelby, um estratega que prepara passo a passo a ascensão da família no panorama social britânico, e um veterano de guerra a sofrer de stress pós-traumático.
    Transmite um estado de total serenidade, em contraste com a guerra que não o abandona, e protege a família a qualquer custo, não hesitando em sacrificar-se por todos eles - a tia Polly (a mais racional e objectiva dos Shelby) e os irmãos Arthur, Ada, John e Finn. Deste lote, destaca-se indiscutivelmente Arthur Shelby (Paul Anderson), o perturbado, alcoólico e a caminho da loucura irmão mais velho de Tommy, um autêntico cão de caça em permanente ebulição, um Fredo para o Michael Corleone que é Thomas Shelby.
    Etapa a etapa, o inteligente e confiante Tommy tem resposta e ambição para tudo: entre o pub, as corridas de cavalos, o jogo do gato e do rato com o inspector Campbell, judeus (Tom Hardy é Alfie Solomons, dono de uma destilaria mascarada de padaria) e italianos, o IRA e Winston Churchill, não há nada que trave este gangster. Excepto Grace, o calcanhar de Aquiles de Tom Shelby, uma agente infiltrada que conseguiu dar à volta à cabeça e cegar o homem que tudo vê e que normalmente está sempre vários passos à frente de todos os outros.

    Num misto de 'Boardwalk Empire' e 'The Godfather', 'Peaky Blinders' é uma das melhores séries no ar neste momento. A 3.ª temporada estreou no passado dia 5 de Maio, e vão sempre a tempo de apnhar o comboio, até porque cada temporada tem apenas seis episódios. Tem Cillian Murphy e Tom Hardy (a partir da segunda), julgo que não deveria ser preciso dizer mais nada. O criador, Steven Knight, escreveu entretanto 'Taboo', cuja ideia partiu de Tom Hardy e do seu pai; e em relação à dupla Murphy/ Hardy, poderemos vê-los juntos noutro projecto, 'Dunkirk' de Christopher Nolan, em 2017.     

    Tom Shelby, a personagem que já obrigou Cillian Murphy a fumar cerca de 3 mil cigarros, não se preocupa com o passado. Nem com o futuro. Porque transporta para o presente o que a guerra lhe ensinou - a vida é como uma batalha, somos soldados e temos um minuto de cada vez.                               

← Anterior (27)                               

Nota Editorial: A compilação/ organização e ordem das personagens deste Top é responsabilidade de Miguel Pontares e Tiago Moreira. Os textos tiveram a colaboração de Lorena Wildering, Nuno Cunha, Cê e SWP.
Foram tidos em consideração séries com pelo menos 1 temporada, concluída a 1 de Outubro de 2015. Mais informamos que poderão existir spoilers relativos às personagens e/ ou às séries que elas integram, passíveis de constar na defesa e caracterização de cada uma das 100 personagens.

0 comentários:

Enviar um comentário