Óscares Barba Por Fazer 2017

A equipa do BPF elegeu os melhores do ano. Nos nossos Óscares há justiça para 'Nocturnal Animals', 'I, Daniel Blake', Mackenzie Davis, Aaron Taylor-Johnson, Rebeca Hall ou Amy Adams, e muitos elogios para Damien Chazelle e Casey Affleck

E os Óscares 2017 foram para...

Numa noite em que La La Land ganhou 6 óscares, o último e mais importante foi para Moonlight com golpe de teatro pelo meio. Damien Chazelle, Casey Affleck, Emma Stone, Mahershala Ali e Viola Davis não esquecerão este ano

Crítica: Moonlight

Eleito Melhor Filme pela Academia, Moonlight consegue, com uma beleza rara, um trabalho de câmara e um elenco extraordinário, colocar no ecrã o tempo que demoramos a descobrir que somos, e a aceitar e abraçar isso mesmo. O filme de Barry Jenkins é uma peça universal, humana e poética, fragmentada em 3 partes (criança, adolescente e adulto).

Balanço Liga NOS 16/ 17

Um Benfica de luxo à procura do inédito tetra, um Porto que defende como ninguém mas ao qual faltam golos e um Sporting em crise. Esta é a nossa análise a meio de um campeonato com o Minho em força e Chaves a surpreender

25 Novas Séries a Não Perder em 2017

Vem aí guerra entre Netflix, FX e HBO. O novo ano traz a série de Tom Hardy e do seu pai, uma baseada em livros de J.K. Rowling, outra produzida por David Fincher e outra com Idris Elba. Punisher ganha independência, e o criador de Fargo trata da chegada de Legion. E o melhor é que há muito mais.

31 de agosto de 2013

Quando fecha o mercado por toda a Europa? Melgarejo, Ilori e Atsu de saída dos 3 grandes

Fecho do Mercado - pelo facto de dia 31 de Agosto ser um dia útil, o "cair do pano" do mercado de transferências será no dia 2 de Setembro. Em todo o caso, há variações consoante os vários campeonatos.
    Para os clubes portugueses, a aquisição e inscrição de jogadores é permitida até às 23:59 de dia 2 de Setembro. Na Alemanha, por exemplo, o mercado encerra no mesmo dia mas às 18 horas. A Premier League e a Serie A terão o término de contratações às 23 horas, também de dia 2. Destaque ainda para o "perigoso" facto do mercado apenas encerrar para os clubes turcos a 5 de Setembro, e para os russos a 6 de Setembro. Quem não se lembra de Hulk e Witsel?

      Benfica - Em dia de derby, toda a imprensa desportiva portuguesa dá conta da venda de Melgarejo ao Kuban Krasnodar, equipa russa que afastou recentemente o Feyenoord da fase de grupos da Liga Europa. "Melga" esteve perto de ser emprestado ao Liverpool, foi também associado ao Fenerbahçe mas acaba por assinar pelo Kuban, num contrato com a duração de 4 temporadas.
    BPF - Desconfiámos da sua adaptação no início da época passada, Jesus manteve a sua teimosia mas conseguiu trabalhar o jogador, fazendo-o evoluir. No final da época - recordemos por exemplo os jogos na Luz com Rio Ave e Gil Vicente - Melgarejo exibia-se já ao nível do que se exige aos laterais modernos, equilibrando o desempenho das tarefas defensivas com uma profundidade e integração no ataque. Esta temporada o Benfica poderia e deveria ter procurado um lateral-esquerdo de nível Champions (e não Bruno Cortez) mantendo Melgarejo.
     De Espanha surge a notícia de que o Benfica emprestará Lisandro López ao Getafe. A acontecer, trata-se claramente de uma consequência da permanência de Garay e da necessidade/ exigência de Lisandro em ser titular e ter bastantes minutos nesta temporada.

  Liverpool - A Sky Sports noticiou que Tiago Ilori e Mamadou Sakho, defesa central do PSG, estarão em Liverpool já a realizar exames médicos e prontos para serem apresentados nas próximas horas. Os valores das transferências serão de 9.3 milhões no caso do português e 23 milhões no caso de Sakho. A contratação destes dois centrais poderá significar que Skrtel terá agora espaço para abandonar o clube de Anfield. O Liverpool pretende ainda conseguir Victor Moses por empréstimo.

  Chelsea - É já quase 100% certa a contratação de Christian Atsu, extremo ganês do Porto, por parte do clube londrino. A contratação de Atsu representará cerca de 4 milhões para os cofres do Dragão, assinando o ganês por 5 temporadas e sendo prontamente emprestado ao Vitesse. BPF - Muito talento e potencial, pouca cabeça ou más companhias um pouco à semelhança de Bruma. Veremos qual será o futuro de Atsu, embora seja raro o Porto desperdiçar talento bruto e perdê-lo cedo demais sem conseguir fazer bons encaixes.

Rumores e Transferências:
- Christian Eriksen foi apresentado no Tottenham, horas depois de Chiriches e Lamela também o serem. Já reflectimos sobre o que representa a aquisição do dinamarquês e inclusive de todo este trio de boas contratações anteriormente (ver aqui). Chicharito será o derradeiro desejo de AVB;
- A Marca indica que o possível destino de Fábio Coentrão poderá ser o Manchester United;
- Ancelotti confirmou: Kaká quer sair do Real Madrid e até ao fecho do mercado procurar-se-á uma solução (clube) para o jogador brasileiro;
- O Arsenal continua a ser associado a Di María, Benzema e Özil. Wenger quererá ainda Guilavogui (faz sentido que queira) que também é pretendido pelo Atlético Madrid. O clube londrino disputa ainda Gareth Barry com Everton, Stoke e WBA;
- O Rennes, onde joga o português Nélson Oliveira, garantiu Cheikh M'Bengue, jogador do Toulouse para as próximas 3 temporadas;
- Celtic oficializou as contratações do jovem israelista Nir Biton e do finlandês Pukki;
- Kondogbia foi oficialmente apresentado como jogador do Mónaco, num contrato que liga o extraordinário médio francês ao clube do Principado até 2018;
- Alderweireld vai jogar no Atlético de Madrid nas próximas quatro épocas;
- Depois de falhar a contratação de Alderweireld, o Spartak Moscovo contratou Tasci ao Estugarda;
- O adversário do Benfica na Champions, Olympiacos, contratou Yatabaré ao Bastia. Já o Bastia, conseguiu o empréstimo do sérvio Krasic, excedentário no Fenerbahçe;
- Swansea emprestou o coreano Ki Sung-Yueng ao Sunderland;
- Michaël Seri troca o Porto B pelo Paços de Ferreira;
- O Cardiff reforçou-se com o jovem uruguaio Maximiliano Amondarain, defesa central do Progresso.

Premier League: Manchester City vence e Everton empata num início de jornada "à italiana"

  Premier League - A 3.ª jornada da liga inglesa foi, até ver, pouco rica em golos. Nas primeiras 10 equipas a entrar em campo, 6 delas terminaram os 90 minutos sem marcar qualquer golo. Mérito para o rigor defensivo das equipas, numa jornada da Premier "à italiana".
   - A jornada abriu com o Manchester City a receber o Hull City. Pellegrini colocou em campo Kolarov e Nastasic, e viu a sua equipa ser inferior ao recém-promovido Hull no primeiro tempo. Os citizens, "obrigados" a ganhar a Premier League pela qualidade do seu plantel (pese embora haja enorme experiência no United e muita competitividade e intensidade no Chelsea de Mourinho) tiveram mais bola, naturalmente, mas foi o Hull City Tigers a ter as melhores oportunidades. Logo no início, Aluko desperdiçou uma oportunidade clamorosa de golo, Brady ainda assistiu Graham para um golo - bem anulado por fora-de-jogo - e Koren quase fez um golaço.
    Na segunda parte o treinador chileno retirou Dzeko de campo e colocou Negredo, e foi precisamente o avançado espanhol a desfazer o empate, de cabeça, após um grande cruzamento de Zabaleta. O golo serenou a equipa da casa, pouco acutilante e aguerrida durante todo o jogo e com Pellegrini a tirar de campo Silva e Aguero ao longo dos segundos 45 minutos (fica difícil produzir um bom filme sem os melhores actores). O golo da tranquilidade chegou bem perto do fim com Yaya Touré a fazer um grande golo na conversão de um livre directo: 2 jogos em casa, 2 jogos de Yaya a marcar de livre.
    O resultado acabou por ser justo, embora o Hull tenha beliscado e muito um City pouco intenso e criativo, sem ideias, longe do caudal de jogo que apresentou na 1.ª jornada.

   - Nos jogos das 15 Horas, comecemos pelo Newcastle. A equipa de Alan Pardew venceu o Fulham por 1-0, mas a primeira parte pareceu um jogo de solteiros contra casados. Ligeiro ascendente do Newcastle, com muitas bolas paradas desperdiçadas. Na segunda parte o Newcastle soube encostar o Fulham (que ainda teve 2 ou 3 lances de perigo para a baliza de Krul) e aos 86 minutos Ben Arfa sentenciou o jogo com um grande golo, num forte remate depois de flectir do lado direito da área para o centro. Destaque ainda para a estreia de Löic Remy e para o regresso de Cabaye.
   - Cardiff e Everton empataram a zeros num relativo bom jogo de futebol. O guarda-redes Marshall, do Cardiff, teve bons momentos frente a Jelavic, Ross Barkley pareceu sempre o jogador do Everton mais convicto de que poderia mudar o rumo dos acontecimentos, Baines e Coleman deram boa profundidade, mas Mirallas esteve perdulário. Ficou ainda por assinalar uma grande penalidade de Gary Medel sobre Leighton Baines. Roberto Martínez mantém-se invicto na liga ao serviço do Everton, mas também ainda não ganhou: são 3 jogos e 3 empates, dois deles sem golos marcados, e na próxima jornada há um Everton-Chelsea.
   - Relativamente surpreendente foi a vitória do Stoke City no terreno do West Ham. O Stoke é sempre aquela equipa que ninguém gosta muito de ver jogar, com Shawcross (que central!) e Huth a servirem de muralha à frente do grande guarda-redes que é Begovic. No entanto hoje o Stoke foi desde o início do jogo a equipa mais ofensiva em campo. Durante a primeira parte assustou progressivamente um West Ham que ainda não tinha sofrido nenhum golo neste campeonato e valeu Jaaskelainen a negar o golo. O jogo foi decidido com um brilhante livre directo apontado por Jermaine Pennant. Não é fácil gostar do Stoke, mas para já 6 pontos em 9 possíveis já estão amealhados.
   - Por fim, o jogo mais aberto: Norwich-Southampton. Frente a frente duas equipas que se reforçaram bem neste defeso e dois treinadores que lançaram as suas equipas em 4-4-2. Dum lado van Wolfswinkel e Elmander, do outro Osvaldo e Rickie Lambert. Pablo Osvaldo teve de facto várias oportunidades de golo e ficou por assinalar uma clara grande penalidade favorável ao Southampton quando Lallana rematou e Bradley Johnson colocou a mão na bola. O Norwich acabou por decidir o jogo com um golo do jovem promissor Nathan Redmond após uma diagonal da esquerda para o interior e Pochettino esteve mal ao retirar o seu capitão, Adam Lallana, de campo quando esteve estava a ser um dos melhores elementos em campo.
    Hoje joga-se ainda o Crystal Palace-Sunderland, que teve início às 17:30.

Crítica: A Gaiola Dourada

Realizador: Ruben Alves
Argumento: Ruben Alves, Hugo Gélin, Jean-André Yerles
Elenco: Rita Blanco, Joaquim de Almeida, Barbara Cabrita, Roland Giraud, Maria Vieira
Classificação IMDb: 7.3 | RottenTomatoes: 88%
Classificação Barba Por Fazer: 68

    Olha quem é ele… o Joaquim de Almeida. Vejam bem de quem é que o Joaquim faz na Gaiola Dourada?! De português, vejam só. O Joaquim de Almeida a fazer de português... já nem me lembrava que ele tinha outra língua para além do seu inglês à mafioso usado no Velocidade Furiosa 5 ou na sua aparição no CSI.
    A ‘Gaiola Dourada’ é um filme de Ruben Alves, realizador filho de emigrantes, que fez um enorme sucesso em França arrecadando 7,8 milhões de euros e facturando muito bem em Portugal, considerando ainda para mais a relativa relutância do público nacional no que toca a filmes portugueses. Se bem que o filme é bilingue – meio tuga, meio francês. Mas tem a Maria Vieira, que como é gordinha, pesa um bocado e faz com que o filme seja mais português.
   
    O filme conta a história de um casal de emigrantes, a Maria Ribeiro (Rita Blanco) e o José Ribeiro (Joaquim de Almeida), com 2 filhos bem integrados na sociedade francesa. A Maria é porteira e o José trabalha na construção civil. Gosto de ter escrito esta última frase, faz-me sentir que estou a fazer uma composição na primária. E, ora bem, o que acontece no filme é que a família Ribeiro – que subiu na vida a pulso, com esforço, muito trabalho e sempre com muita disponibilidade para a vizinhança – recebe uma Herança e tem finalmente a hipótese de regressar a Portugal com a vida resolvida.
    É mais ou menos o que aconteceu com o pai da Fanny, só que ele teve que fazer presenças em discotecas.

    A novidade da herança dos Ribeiro espalha-se e toda a vizinhança tenta agradar e manter os Ribeiro entre si, sem eles saberem que toda a gente sabe. O filme é engraçado, é uma boa caricatura do povo português e sobretudo dos emigrantes portugueses em França (ou não fosse Ruben Alves filho de emigrantes) e tem alguns momentos que valem a pena. Interessantes os momentos entre a família Ribeiro e a família Cailaux, ah e aviso já que aparece um jogador de futebol português: o que andava pelos prados açorianos a correr atrás de um queijo.

    Por fim, e num tom mais sério: destaque para Rita Blanco, a actriz portuguesa esteve presente no ano passado no filme nomeado para os Óscares – ‘Amour’ – e pese embora na televisão vá aparecendo em coisas como a Família Mata ou na próxima telenovela da SIC, é uma grande actriz, cujo trabalho vem sendo reconhecido e tem aqui nesta ‘Gaiola Dourada’ mais um bom projecto. E acabo com o slogan promocional do filme: Et voilá… uma família portuguesa, com certeza!

30 de agosto de 2013

Supertaça Europeia: Bayern vence Chelsea nos penalties um jogo do outro mundo

Bayern 2 - 2 Chelsea (Ribéry 47', Javi Martínez 120'; Torres 8', Hazard 93')
5-4 nas grandes penalidades

  Supertaça - Isto sim, chama-se futebol. Num dos melhores jogos dos últimos anos e com uma intensidade de jogo imprópria para o precoce mês de Agosto, o Bayern de Guardiola venceu o Chelsea de Mourinho. Para o jogo de hoje, Mourinho e Guardiola optaram por abordagens diferentes. O treinador português estreou David Luiz a titular na sua Era, apostou em Schürrle num trio ainda com Hazard e Óscar, mantendo Fernando Torres móvel na frente de ataque, no modelo habitual deste Chelsea. Já Guardiola desvirtuou ligeiramente a sua equipa, apostando em Lahm em zonas centrais (como já se tinha visto neste Bayern 2013/14), dando a lateral direita a Rafinha.
     O jogo começou com um Chelsea intenso na pressão e muito dinâmico, a asfixiar a capacidade criativa do Bayern, sabendo jogar sem bola, com a linha defensiva e do meio-campo muito próximas. David Luiz foi levantando "tudo à frente", castigando várias vezes Mandzukic e Cahill acompanhava-o, evidenciando as 2 forças da Natureza no centro da defesa londrina. O Bayern procurou o golo por Ribéry - muito rematador em todo o 1.º tempo - mas foi o Chelsea a inaugurar o marcador aos 8 minutos. Brilhante transição dos blues iniciada por Hazard, o extremo belga soltou para o flanco direito onde Schürrle cruzou de primeira para um fantástico remate, também de primeira, de Fernando Torres.
    A toada manteve-se, com o Bayern a procurar sempre colocar a bola em Ribéry, bem apoiado por Alaba, mas com Schürrle a ser monstruoso em campo conseguindo estar em todo o lado. Cech ia dizendo presente às tentativas de Ribéry (algumas delas para fora) e do outro lado, Fernando Torres dispôs de 2 ocasiões, ambas após bom trabalho de Schürrle. O Bayern continuava a ter mais bola e ficou perto do golo quando Robben finalmente conseguiu aparecer no jogo e soltou Müller, valendo o corte providencial de Cahill.
    Ao intervalo saltava à vista a enorme intensidade do jogo considerando tratar-se de um desafio ainda em Agosto e o facto de Guardiola precisar de mexer na sua equipa. Retirar Rafinha e colocar Lahm a lateral e Javi Martínez no centro era o que se pedia. Ao Chelsea, apenas se pedia que se mantivessem os índices físicos e de concentração.

    A segunda parte trouxe um Bayern decidido a mudar as coisas e logo aos 47 minutos, Kroos deu a bola a Ribéry e o Melhor Jogador UEFA 2013, após tirar Ramires do seu caminho, rematou uma bomba que só acabou nas redes da baliza de Cech. Aos 56 minutos Guardiola lá retirou Rafinha, colocando Javi Martínez em campo (substituição com 56 minutos de atraso) e acabou por ser Lampard a sofrer bastante com o reforço físico do meio-campo bávaro, ficando Ramires com mais trabalho. Dante ofereceu ainda um golo ao Chelsea, desperdiçado por Óscar e, até ao final do tempo regulamentar, embora fosse o Bayern sempre com a bola e, sobretudo Gary Cahill a limpar a sua grande área, com David Luiz e Ivanovic em bom plano, acabou por ainda ser o Chelsea a ameaçar o golo. Valeu a barra a travar o cabeceameno de Ivanovic e Neuer a evitar o golo de cabeça de David Luiz. Depois, expulsão de Ramires por acumulação de amarelos e o Chelsea reduzido a 10 unidades.

    O prolongamento começou como se iniciou a segunda parte: com um golaço. David Luiz colocou a bola em Hazard e o belga, depois de driblar Lahm e mais um defesa, rematou um autêntico tiro sem hipóteses para Neuer. A intensidade ia-se mantendo, Lampard ia testando os seus 35 anos respondendo melhor no prolongamento e o Bayern ia encostando o Chelsea por completo. A recta final do prolongamento ficou marcada, mais do que por Cahill, pela exibição de Petr Cech. O guarda-redes do Chelsea evitou o golo por várias ocasiões, uma delas com uma defesa do outro mundo. E no minuto de compensação do prolongamento, eis o que faltava para ser um jogo de loucos: na sequência de um cruzamento de Alaba, a bola sobrou para Javi Martínez e este empatou tudo, num final impróprio para cardíacos.
    Nas grandes penalidades, os marcadores superiorizaram-se aos guarda-redes, convertendo com enorme classe e técnica, acabando por ser Lukaku a oferecer a Supertaça ao Bayern, permitindo a defesa de Neuer.

    Este Bayern-Chelsea abriu o apetite de qualquer adepto de futebol, iniciando a temporada europeia de 2013/14 da melhor forma. Vimos um Chelsea com enorme alma, com Petr Cech a reclamar em campo o estatuto de melhor guarda-redes do mundo, David Luiz e Gary Cahill (que presença, jogo aéreo e disponibilidade) a serem gigantes, Schürrle a fazer uma grande primeira parte e Hazard a juntar ao seu golaço uma exibição de enorme sacrifício. Palavra ainda para Lampard, com 35 anos a ensinar muita gente o que é dar tudo pelo seu clube. Talvez se possa dizer que Mourinho demorou a mexer na partida.
    No Bayern, Guardiola soube fazer as substituições e viu Ribéry assumir a equipa em diversos momentos. Num jogo em que Robben apareceu pouco e no qual Müller não pôde explorar as zonas que lhe são mais favoráveis, Alaba soube dar profundidade à equipa e Dante terá sido o elemento menos positivo da equipa. Javi Martínez entrou muito bem no jogo e Kroos, embora algumas vezes "invisível" foi também peça importante durante os 120 minutos.

Barba Por Fazer do Jogo - Gary Cahill (Chelsea)
Outros Destaques - Alaba, Javi Martínez, Kroos, Ribéry; Cech, Ivanovic, David Luiz, Lampard, Hazard, Schürrle
Golos:
0-1 Torres 8'
1-1 Ribéry 47'
1-2 Hazard 93'
2-2 Javi Martínez 120'
Grandes Penalidades

Oficial: Tottenham apresenta Lamela e Chiriches (Eriksen é o próximo); Ilori está em Liverpool

  Tottenham - No penúltimo dia do mercado de transferências, a equipa de Villas-Boas está bastante activa e já oficializou a contratação de 2 reforços há algum tempo já anunciados. Vlad Chiriches (defesa central romeno do Steaua Bucareste) e Erik Lamela (extremo argentino da Roma) assinaram pelo clube londrino, esperando-se ainda que Eriksen seja o próximo elemento a vestir a camisola dos spurs. O defesa terá custado cerca de 10 milhões, enquanto que o preço de Lamela terá sido de 35 milhões. BPF - Ontem a nossa equipa debateu o que representaria a contratação do trio Chiriches, Lamela e Eriksen para o Tottenham e chegámos a várias conclusões:
- Cada vez é mais certo o vincar do 4-3-3 que AVB utilizava no Porto quando ganhou tudo, sendo que Villas-Boas terá esta época elementos com características bem diversas para o miolo. Em jogos de maior dificuldade e nos quais o Tottenham entre com menor favoritismo, veremos certamente um meio-campo intenso e musculado com Capoue, Dembelé e Paulinho. Mas é certo que há ainda Sandro (um tampão semelhante a Capoue) e jogadores com características diferentes e mais criativas como Holtby e Sigurdsson que podem iniciar alguns jogos tanto na posição central mais avançada como descaídos para o flanco esquerdo;

- A chegada de Lamela ditará com o tempo a sua titularidade no flanco direito do ataque dos spurs. Lamela caracteriza-se por boas diagonais interiores, semelhantes em certa medida à movimentação que Gareth Bale vinha tornando muito sua nos últimos meses da época passada, valendo-lhe alguns golos, entre os quais o último golo oficial com a camisola do clube, na última jornada. Muito provavelmente Lamela tornar-se-á o principal desequilibrador deste Tottenham em situações de 1 para 1. Claro está que ainda há Lennon e Townsend, que tem estado num bom momento de forma;

- A eminente chegada de Eriksen poderia parecer supérflua mas é necessária. Falta ao Tottenham um cérebro, um jogador com verdadeira capacidade de último passe, um jogador que decida. Eriksen crescerá e tornar-se-á um jogador dentro do perfil de jogadores como Isco, Özil, Fábregas (dos tempos do Arsenal) ou Modric (o Modric solto e não o Modric do duplo pivot do Real na actualidade);

- Chiriches garante maior profundidade a nível de opções para o centro da defesa, juntamente com Vertonghen, Kaboul e Dawson. É certo que Vertonghen é aquele que tem tudo para ser o patrão da defesa, mas caso não chegue nenhum defesa esquerdo será ele em alguns jogos a funcionar como alternativa a Danny Rose, que parece cada vez mais que será aposta. Há ainda Naughton, que pode ser recurso tanto para suplente de Walker como para o lado direito;

- Parecendo que Adebayor e Ekotto não contam para Villas-Boas e considerando que Defoe é neste momento o suplente de Soldado, resta a este Tottenham procurar garantir um avançado. Ontem noticiou-se que o alvo seria Chicharito, e sinceramente consideramos que poucas opções encaixariam melhor do que o avançado mexicano (subindo na hierarquia comparativamente com o seu momento no United e em alguns jogos possibilitando a dupla Soldado-Chicharito);

    O Tottenham vai perder a sua estrela, Gareth Bale, para quem hoje até chegaram já a Madrid as chuteiras Adidas para a sua apresentação. Mas uma coisa parece cada vez mais evidente: o Tottenham não vai perder e a estrela passará a ser a equipa, fruto de uma excelente abordagem ao mercado.

 Sporting - o Daily Mirror noticiou que Tiago Ilori já se encontra em Liverpool na companhia do seu pai para realizar os exames médicos e assinar um contrato até 2017 com o clube no qual cada jogador will never walk alone. A transferência poderá significar cerca de 9,3 Milhões de euros para o Sporting. Já Pranjic rescindiu o contrato que o ligava ao Sporting até 2015.
    BPF - Temos visto um Sporting preocupado em resolver as suas rescisões necessárias neste fecho do mercado, mas é de esperar que o Sporting possa ainda fazer 3 encaixes financeiros. Tiago Ilori, Bruma e Capel são três jogadores com mercado e que poderão sair perante propostas que agradem. Quanto a Ilori já abordámos a sua situação, poderá ser um bom negócio para o Sporting, é um jogador com bastante potencial e que neste momento seria 3.ª opção para o centro da defesa depois de Dier (que continua a alternar entre a defesa e o meio-campo defensivo) e Rojo. Caso assine pelo Liverpool, crescerá junto de bons centrais, mas será sempre uma opção de recurso, colmatando a lesão prolongada de Coates e podendo tornar-se um activo útil a médio prazo.

Outras Novidades:
- Wenger não queria contratar Flamini, mas foi o jogador francês que o convenceu, fazendo-o mudar de ideias. Portanto é assim que funciona Wenger: são os jogadores que têm que o convencer, e não o inverso.
- Alessandro Matri já foi apresentado no AC Milan, regressando ao clube onde foi formado. O avançado italiano, que tem características que o devem fazer vingar no Milan com Balotelli e El Shaarawy, jogará com a camisola 9;
- Sessegnon pode abandonar o Sunderland e rumar ao Al-Jaish;
- O AC Milan enfrente concorrência inglesa por Kaká;
- Alderweireld continua com destino incerto: Atlético Madrid é o novo clube associado ao jogador;
- Kevin-Prince Boateng já é jogador do Schalke 04. O jogador foi apresentado tendo custado ao clube alemão 10 Milhões de euros;
- Eren Derdiyok foi emprestado pelo Hoffenheim ao Bayer Leverkusen;
- Christian Atsu estará perto de se vincular ao Chelsea, para depois ser emprestado ao Vitesse;
- Manchester United falhou a aquisição de Ander Herrera;
- Braga emprestou Rabiola ao Piast, clube polaco. Por sua vez, Hugo Vieira já foi inscrito na Liga;
- Luís Boa Morte assinou pelo Four Marks, equipa amadora inglesa.

Liga Europa: sorteio dita vida difícil para Estoril, Paços e Guimarães

  Liga Europa - Decorreu há momentos o sorteio da fase de grupos da Liga Europa, ditando tarefa bem complicada para as três equipas presentes no Sorteio. A pequena esperança do Braga de ainda permanecer em competição (tinha 1/32 de probabilidade de ficar, considerando o sorteio que iria decorrer entre as equipas eliminadas) não foi correspondida, ficando na competição o APOEL (treinador por Paulo Sérgio) em substituição do Fenerbahçe, bem como o Tromso no lugar do Besiktas. Veremos se a ausência europeia das 2 equipas turcas não dita algumas saídas nestes últimos dias de mercado - Manuel Fernandes, a título exemplificativo.

Mas portanto o sorteio da piscina dos pequenos do futebol europeu ditou estes grupos para as nossas equipas lusas:

Grupo E
Fiorentina. Dnipro. Paços de Ferreira. Pandurii

Grupo H
Sevilha. Friburgo. Estoril. Slovan Liberec

Grupo I
Lyon. Bétis. Vit. Guimarães. Rijeka

    BPF - Se ontem Benfica e Porto tiveram alguma sorte no sorteio da Champions, hoje o mesmo não se pode dizer relativamente às 3 equipas portuguesas. Depois de ontem o Braga (equipa com melhor coeficiente e maiores responsabilidades europeias a seguir a Porto e Benfica) ter sido afastado da Europa, muito por culpa própria, hoje ficámos a saber quem Paços, Estoril e Guimarães terão de ultrapassar para chegar à fase a eliminar.
    Paços - A equipa de Costinha viu-se relegada para a Liga Europa depois de perder com o Zenit num agregado de 8-3, e agora terá pela frente 3 equipas que podem ser uma dor de cabeça. A Fiorentina foi uma das equipas que melhor se reforçou neste defeso - Mario Gómez, Ilicic, Joaquín e mais recentemente o jovem Ante Rebic foram alguns dos nomes que fazem da equipa de Florença a grande favorita neste grupo. No entanto, o Dnipro é cada vez mais uma equipa habituada a estas andanças. Começou bem o campeonato ucraniano (está 2 pontos atrás do Shakhtar, no 3.º lugar) e conta com Konoplyanka, Giuliano e Strinic. E mesmo no adversário mais fraco do grupo, Costinha e Maniche tiveram azar: o Pandurii mostrou ontem em Braga ser uma equipa competente e bem organizada, com capacidade para disputar os jogos com uma equipa do nível do Paços. Será complicado mas o Paços tem que acreditar.
    Estoril - Se tivéssemos que acreditar ligeiramente mais em alguma das 3 equipas lusas, essa seria o Estoril. Tem argumentos interessantes, um modelo de jogo definido e um plantel suficientemente amplo para retirar alguns trunfos do banco em alguns jogos. Calhou-lhe em sorte um Sevilha que, embora não tenha tido muito crédito da imprensa internacional, foi uma das equipas que melhor se reforçou neste Verão. Perdeu Navas e Negredo para o City e Kondogbia está perto de ser oficialmente do Mónaco, mas respondeu maravilhosamente com uma abordagem ao mercado. A equipa de Beto, que comprou também Diogo Figueiras, conseguiu alguns empréstimos importantes (Nico Pareja, Mbia e sobretudo, Marko Marin), contratou 3 avançados bem cotados - Gameiro, Bacca e Rusescu, acreditando ainda em Iborra do Levante, no jovem uruguaio Cristoforo contratado ao Penãrol e, com um potencial acima dos restantes, Jairo de 20 anos contratado ao Racing Santander. Para além do Sevilha, que deverá liderar o grupo, há um Friburgo que ainda ontem acrescentou um bom jogador - Darida - a jogadores de qualidade como Baumann, Pilar, Ginter, Hanke ou Mehmedi. No entanto, achamos que em dia sim o Estoril pode lutar de igual para igual com o Friburgo, pese embora o complicado ambiente na Alemanha. Por fim, há o Slovan Liberec. No entanto, achamos que o Estoril é a equipa portuguesa com maior capacidade de fazer boa figura e quem sabe conseguir um 2.º lugar.
    Guimarães - Azar teve também Rui Vitória. É verdade que o Lyon já não é o Lyon do tempo de Juninho Pernambucano e Sonny Anderson, ou até o Lyon mais recente que chegava sistematicamente aos quartos da Champions, mas é uma equipa com valor. O Bétis quererá fazer uma boa Liga Europa por não andar tantas vezes por estas bandas e o Rijeka foi uma das revelações da última ronda ao eliminar o Estugarda com duas excelentes exibições.

Acrescentando alguma informação sobre outros grupos, o Tottenham de AVB tem o Anzhi, Sheriff e Tromso num grupo bastante acessível e o Swansea bater-se-á com Valência e 2 surpresas - Kuban Krasnodar e St. Gallen.

Novidades do Mercado:
- É oficial! Chiriches é reforço do Tottenham. O defesa romeno do Steaua acrescenta assim valor ao sector defensivo de André Villas-Boas passando a ser opção para o centro da defesa a par de Vertonghen (que poderá ser a alternativa a Rose se não for contratado um defesa esquerdo), Kaboul e Michael Dawson;
- Kevin Prince-Boateng está quase no Schalke 04 numa transferência surpreendente, que poderá e deverá significar que Kaká deve mesmo regressar ao AC Milan;
- Liverpool quer Given para ser o suplente de Mignolet;
- Sporting acertou as rescisões de Onyewu e Atila Turan (que rumou ao Stade de Reims);
- É certo que a imprensa inglesa noticia o interesse do Arsenal em Di Maria, Özil e Benzema, mas mais realista parece-nos (embora Di Maria não seja um dossier a pôr de parte) o facto do Arsenal querer Guilavogui, jogador do Saint Etienne e que acreditamos que possa mesmo juntar-se à equipa de Wenger.

Crítica: We're the Millers

Realizador: Rawson Marshall Turber
Argumento: Bob Fisher, Steve Faber, Sean Anders, John Morris
Elenco: Jason Sudeikis, Jennifer Aninston, Emma Roberts, Will Poulter, Ed Helms
Classificação IMDb: 7.0 | Metascore: 44 | RottenTomatoes: 47%
Classificação Barba Por Fazer: 60

Aviso: Para quem sempre quis ver a Jennifer Aninston a fazer um strip, podem ir agora ver o filme. Os outros que continuem a ler esta crítica. 1.. 2.. ok, ainda mantive dois leitores à frente do ecrã, nada mau.

    Numa entrevista recente pós-We're the Millers, o realizador Rawson Marshall Turber dizia que as comédias são subvalorizadas porque nunca conseguem tornar-se filmes marcantes para as audiências, embora sejam o único género que agrada transversalmente a gregos e troianos. Verdade seja dita, nos últimos anos tivemos alguns filmes que conseguiram reconhecimento e boas receitas de bilheteira: desde A Ressaca (a 1.ª e única verdadeiramente épica) que surpreendeu tudo e todos com Zach Galifianakis, Bradley Cooper, Ed Helms e Ken Jeong em destaque, até Crazy Stupid Love, passando por outros filmes como Bridesmaids, Ted ou 21 Jump Street. De resto, temos bastante curiosidade de ver "This Is the End" e "Don Jon" num futuro próximo. We're the Millers é mais uma destas comédias, um filme bom, mas só para entreter num final de tarde quando se quer um filme leve e com alguns momentos engraçados.
    A história é mais ou menos simples. Recuperando o estilo trip pelas estradas norte-americanas de Due Date (outra boa comédia, grande dupla de Galifianakis com o inconfundível Downey Jr.), Jason Sudeikis desempenha o papel da personagem principal - um traficante de droga que se vê na necessidade de ir buscar droga (espero que os narcóticos não achem este artigo suspeito pela quantidade de vezes que estou a dizer droga na mesma frase, e neste parênteses já foi mais uma) ao México, precisando de um disfarce. David Cark (Sudeikis) pensa então em convidar uma stripper sua vizinha (Jennifer Aninston), um vizinho estranho (Will Poulter) e uma rapariga desorientada (Emma Roberts) para juntos fingirem ser uma família.
    Claro está que depois há uma série de volte-faces e momentos cómicos, uns mais previsíveis que outros, uns humoristicamente mais inteligentes que outros. O filme reserva alguns momentos que foram abordados pelos actores nas entrevistas que deram - o strip de Aninston, ao qual os colegas se referiram como um acto corajoso em frente de toda a equipa. Ah, Jennifer, afinal não foi só em frente a toda a equipa, já viste? Amplificou-se um bocadinho a tua audiência. Há também a vez em que Will Poulter canta uma música das TLC, que foi a cena que mais vezes teve que ser repetida. Já agora, eu não sabia que a música era das TLC, tive que investigar.

    Bons desempenhos enquanto actores de comédia de Jason Sudeikis e Will Poulter (é daqueles actores que tem a "vantagem" de ter uma cara estranha e cómica), sobretudo e um bom entrosamento e muita naturalidade na dinâmica entre os 4 protagonistas, afinal de contas, a Família. Já agora, Will Poulter consegue neste filme a proeza de alternar uma sequência infinita de beijos com Jennifer Aninston e Emma Roberts. E assim há pessoas que decidem ser actores.
    Uma palavra final para o protagonista: Jason Sudeikis. É presença assídua no Saturday Night Live; rosto integrante de "Hopeless Wanderer", vídeoclip dos Mumford & Sons, juntamente com Ed Helms, Jason Bateman e Will Forte, mas é no campo feminino que se destaca. Não, Sudeikis não é uma boa mulher. Mas faz-se acompanhar bem - namorou com January Jones (Mad Men, X-Men: First Class) e actualmente é noivo de Olivia Wilde (Dr.House). E este foi o momento TVGuia do dia.

    Em suma, um filme que dispõe bem, com alguns momentos que tornam o filme ligeiramente acima de uma comédia normal. É uma boa comédia, mas talvez não o suficiente para valer um bilhete de cinema - até porque tem daqueles momentos em que um homem na sala de cinema se vai rir muito alto e vai irritar-vos e depois esse homem vai-se rir mais vezes da mesma maneira incómoda, e vão memorizar mais o homem do que o filme.

29 de agosto de 2013

Liga Europa: Estoril passa mas Braga desilude; Spartak, Udinese, Estugarda e Saint Etienne ficam pelo caminho


Pasching 1-2 Estoril (Sobkova 57'; Luís Leal 21' 53')

  Estoril - A equipa de Marco Silva voltou a vencer hoje o Pasching, equipa austríaca, garantindo assim a primeira presença do clube na fase de grupos da Liga Europa. O início de jogo deu para os canarinhos se assustarem, com um Pasching com muita posse de bola e Petrovic e Kablar a ameaçarem a baliza de Vagner. Aos 21 minutos, e contra a corrente do jogo, Luís Leal inaugurou o marcador com um forte remate na sequência de um livre. O resultado punha a eliminatória em 3-1 e poderia ter retirado as esperanças ao Pasching, mas a equipa austríaca continuou a procurar o golo e Perchtold e Sobkova (bem Vagner) tentarem empatar. Na segunda parte, a defesa do Pasching sentenciou o rumo das coisas ao oferecer a bola a Luís Leal em zona proibida. O ágil avançado do Estoril não vacilou, e agradeceu a oferta, bisando na partida. A resposta do Pasching foi pronta e Sobkova reduziu para 2-1 com um grande golo após flectir da direita para o centro. Até ao final, o Estoril não teve propriamente descanso vendo Perchtold e Sobkova a criarem novamente perigo. Em todo o caso, o Estoril pode orgulhar-se da sua prestação no conjunto dos dois jogos, garantindo um agregado de 4-1. Resta agora esperar que a equipa apresente a mesma personalidade e atitude na fase de grupos (onde terá certamente adversários doutro nível), que tem valido o bom início de temporada, dando sequência ao trabalho da época passada.
Barba Por Fazer do Jogo: Luís Leal (Estoril)


Braga 0-2 Pandurii (Buleica 16', Ciucur 117')

  BragaVerdadeira desilusão em Braga. A equipa de Jesualdo Ferreira tinha vencido 1-0 fora (num jogo bastante pobre) e tinha a eliminatória na mão, mas deitou tudo por terra. Jesualdo colocou em campo uma equipa séria, com aquela que vem sendo a sua defesa e entregando a batuta do meio-campo a Ruben Micael, secundado por Luiz Carlos e Mauro, com uma frente de ataque com Alan (4.º homem do meio-campo), Yazalde e Edinho. A equipa bracarense até começou melhor no jogo, mas aos 16 minutos Joãozinho adormeceu quando devia ter abordado um lance e Eduardo viu Buleica colocar a bola na sua baliza. O Braga demorou a encontrar-se, muito nervoso e com uma falta de imaginação gritante. O Pandurii ia-se mantendo concentrado e competente nas acções defensivas e Mingote, guarda-redes português da equipa romena, defendeu um bom livre de Edinho.
    A equipa portuguesa foi ganhando o controlo do jogo, melhorando com as entradas de Pardo e Agra para os lugares de Alan e Edinho, entrando mais tarde Éder (regresso após longa lesão) para substituir Yazalde. E a verdade é que, embora o Braga tivesse mais bola, raramente era perigoso com esta, deixando o jogo chegar ao prolongamento. Na segunda parte do prolongamento, Ciucur fez a bola bater na trave da baliza de Eduardo e, minutos a seguir, fez os adeptos saírem de Braga com um bom golo que retirou o Braga das competições europeias em 2013/14. Um verdadeiro balde de água fria para a equipa portuguesa com maiores responsabilidades na Liga Europa, mais do que Estoril, Paços e Guimarães, que hipoteca uma maior valorização de alguns dos seus activos (a Liga Europa é uma montra menor que a Champions, mas não deixa de o ser), aumentando a necessidade de terminar a liga portuguesa no 3.º lugar, depois do fracasso europeu e com mais tempo e maior disponibilidade física para alcançar os objectivos internos.
    Embora gostemos do trabalho competente que Jesualdo Ferreira habitualmente faz nos clubes por onde passa, entendemos que hoje - dia desinspirado no colectivo, é certo - Rafa poderia ter começado o jogo a titular ou pelo menos entrado. O jogo pedia a criatividade e as características desconcertantes daquele que foi um dos melhores jogadores da pré-época arsenalista, e que merecia mais minutos do que tem tido.
Barba Por Fazer do Jogo: Alin Buleica (Pandurii)


Restantes Resultados:
- Spartak Moscovo 2-4 St. Gallen - A primeira surpresa chegou de Moscovo. O St. Gallen tinha empatado em casa 11 com o super-favorito Spartak e começou a 2.ª mão a perder, com um golo madrugador de Özbiliz que parecia ditar que o rumo dos acontecimentos seria o esperado. No entanto, em 19 minutos o St. Gallen marcou 3 golos (2 de Karanovic, um deles em posição irregular) num futebol simples e directo e deixou o Spartak à deriva. A equipa russa ainda marcou na segunda parte, mas o St. Gallen voltou a fazer das suas, hipotecando a Europa para o Spartak.
- Estugarda 2-2 Rijeka - Bom jogo na Alemanha. O Rijeka vencera por 2-1 na primeira etapa desta eliminatória e hoje começou a sorrir inaugurando o marcador após um desentendimento entre GR e defesa do Estugarda. Gentner empatou (marcou o golo quase sentado), Ibisevic empatou a eliminatória, mas aos 93 minutos Mujanovic colocou o Rijeka, equipa croata, na fase de grupos.
- Liberec 1-1 Udinese - Já se esperava que a equipa de Di Natale ficasse pelo caminho depois de perder 3-1 em casa, e tudo ficou confirmado após o empate na República Checa.
- Saint Etienne 0-1 Esbjerg - Há uma semana tinha sido o jogo grande, acabando em 4-3 favorável à equipa dinamarquesa. Hoje o Saint Etienne (que perdeu este Verão a sua estrela, Aubameyang) perdeu fruto de um auto-golo de Sall.
- Besiktas 2-0 Tromso - O Besiktas seguiu em frente, devendo-se destacar apenas a colaboração portuguesa no primeiro golo: Manuel Fernandes (não existe para Paulo Bento) cruzou e Hugo Almeida cabeceou.
- Tottenham 3-0 Dínamo Tbilisi - Depois do 5-0 fora de portas, AVB pôde gerir a equipa a pensar no jogo de Domingo com o rival Arsenal e viu a sua equipa construir uma vitória, criar perigo e chegar aos golos com facilidade. Defoe marcou após assistência de Holtby, o 2-0 chegou na sequência de um bom trabalho de Kyle Walker, com Sigurdsson a assistir Defoe para o seu segundo golo. O último golo da noite foi o melhor com Thomas Carroll a dar para um grande remate de Holtby.
- Feyenoord 1-2 Kuban Krasnodar - O Feyenoord tinha perdido 1-0 e a coisa não começou famosa. Pelle falhou um penalty aos 3 minutos, mas redimiu-se aos 7. O Kuban Krasnodar manteve-se sempre concentrado e conseguiu empatar por Popov depois de um bom trabalho de um colega de equipa. O jogo ficou sentenciado aos 50 minutos quando Bucur marcou um grande golo, deixando a equipa holandesa às portas da fase de grupos. 
- Slask Wroclaw 0-5 Sevilha - Mais uma avalanche de bom futebol ofensivo e acutilante da equipa sevilhana. Este Sevilha promete na Europa e poderá ambicionar em Espanha um lugar de Champions. Os golos foram marcados por Rakitic, Carlos Bacca (2), Diego Perotti e por um jovem de 20 anos para o qual devem ficar atentos - Jairo.

Petrolul 2-1 SwanseaRubin Kazan 3-0 Molde; Dínamo Kiev 5-1 Aktobe; Genk 5-2 Hafnarfjordur; Trabzonspor 3-1 Kukesi; Astra Giurgiu 1-1 Maccabi Haifa; Dila Gori 0-3 Rapid Viena; Nordsjaelland 0-1 Elfsborg; Nice 1-0 Apolon Limassol; Eintracht Frankfurt 2-1 Karabakh; APOEL Nicosia 1-2 Zulte-Waregem; FC Sheriff 2-1 Vojvodina; Skenderbeu 1-0 Chornomorets; Thun 3-0 Partizan; Dnipro 2-0 Nomme JK; Zalgiris Vilnius 0-2 Salzburg; Fiorentina 0-1 Grasshoppers; Real Betis 6-0 Jablonec; Standard 3-1 Minsk. - O jogo entre AZ Alkmaar e Atromitos foi interrompido devido a um incêndio nas bancadas, sendo que será retomado amanhã às 10h portuguesas.

Ribéry é o Melhor Jogador da Europa da UEFA; Últimas novidades do Mercado

    Na sequência do sorteio da Champions League, a UEFA divulgou o vencedor do troféu de Melhor Jogador da Europa. Com Ronaldo ausente da cerimónia, apenas subiram ao palco Lionel Messi (que desta vez evitou imitar o guarda-roupa de Manuel Luís Goucha) e Franck Ribéry. Platini virou a camisola de prata e revelou o compatriota Ribéry como vencedor.

BPF - Justa vitória de Ribéry, depois de conseguir vencer pelo Bayern a Champions League, Bundesliga e a Taça. Mais um reconhecimento, indirecto, para o Bayern da temporada 2012/13. Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, os 2 extra-terrestres do futebol actual com números sistematicamente superiores a todos os restantes, viram mais uma vez um elemento externo (tal como já acontecera com Iniesta) vencer o troféu da UEFA. Veremos, de resto, que impacto tem esta vitória no prémio de Melhor Jogador do Mundo, aquele que realmente Messi e Ronaldo desejam.

Novidades do Mercado:
- Samuel Eto'o oficialmente apresentado no Chelsea. O camaronês assinou por 1 época;
- Tottenham muito perto de oficializar o trio Lamela, Eriksen e Chiriches (que chorou quando a primeira proposta dos spurs por ele foi recusada). O Tottenham pondera ainda tentar Chicharito como opção para a frente de ataque;
- Burak Yilmaz é esperado em Roma para assinar pela Lázio;
- Alessandro Matri é jogador do AC Milan, saindo da Juventus por 10 Milhões;
- Schalke e Arsenal querem contratar Quagliarella, jogador sem hipóteses de ficar no plantel da Juventus;
- Liverpool e Roma disputam Sakho, do PSG;
- Zé Castro no Rayo Vallecano;
- Schelotto emprestado pelo Inter ao Sassuolo;
- Cláudio Pitbull é jogador do Gil Vicente até final da época.

Champions: Benfica com PSG, Olympiacos e Anderlecht; Porto com Atl.Madrid, Zenit e Austria Viena

E já se sabem quais os grupos da edição 2013/14 da Champions League. Depois de um sorteio com Luís Figo, Paulo Sousa, Cruyff e Michael Owen presentes e um ex-capitão do Celtic (Billy McNeill) com muita dificuldade em abrir as bolas do sorteio (Figo também as teve), aqui estão os 8 grupos com as 32 equipas que disputarão o acesso à final, que será no Estádio da Luz.

Grupo A - Manchester United. Shakhtar Donetsk. Leverkusen. Real Sociedad
Grupo B - Real Madrid. Juventus. Galatasaray. Copenhaga
Grupo C - Benfica. PSG. Olympiacos. Anderlecht
Grupo D - Bayern Munique. CSKA Moscovo. Manchester City. Viktoria Plzen

Grupo E - Chelsea. Schalke 04. Basel. Steaua
Grupo F - Arsenal. Marselha. Dortmund. Nápoles
Grupo G - Porto. Atlético Madrid. Zenit. Austria Viena
Grupo H - Barcelona. AC Milan. Ajax. Celtic

BPF - Poderia ter corrido pior o sorteio às equipas portuguesas. O Benfica terá um difícil oponente (PSG), com Ibrahimovic, Cavani, Pastore e companhia a virem jogar à Luz, mas tem obrigação de conseguir a qualificação, com Olympiacos e Anderlecht também no grupo. Embora seja geralmente difícil jogar em solo grego, o plantel de Jorge Jesus tem mais do que argumentos para marcar presença nos oitavos de final e inclusive disputar o primeiro lugar do grupo.
    Já o Porto parte também como favorito a um lugar nos oitavos, mas tem a tarefa ligeiramente mais dificultada. Atlético Madrid e Zenit (o regresso de Hulk ao Dragão) têm boas equipas e esperam-se jogos bastante competitivos. Do Austria Viena espera-se muito pouco.
    Destaque ainda para o acessível grupo do Chelsea de Mourinho. Com Schalke 04, Basel e Steaua, o Chelsea poderá gerir a sua equipa e a vida de Premier League do Chelsea fica facilitada. A Champions dar-nos-á este ano bons embates como o Real Madrid-Juventus e o Bayern-Man City, mas em dois grupos em que essas equipas são claramente favoritas de forma isolada.
    Manchester United terá pela frente bastante trabalho, num grupo com as características típicas que geram complicação em Old Trafford. Um Shakhtar que poderá muito bem vencer o grupo e Leverkusen e Real Sociedad sem nada a perder e com bons valores a quererem mostrar-se (veremos Griezmann a exibir-se em grande nível em Old Trafford, como Shaqiri no passado). Em todo o caso, David Moyes não irá descurar esforços na sua primeira Champions e quererá muito passar.
    Depois, dois grandes grupos: o grupo encabeçado por Barcelona é um grupo com históricos. É de esperar que o Barcelona se qualifique mas, com um AC Milan abaixo do que já foi, poderá haver surpresas. Recordamos que o Milan quase eliminou o Barça na época passada e que o Celtic conseguiu vencer o Barcelona. Quanto ao Ajax, mais uma vez o azar de ficar integrado num grupo muito complicado.
    Por fim, aquele que será provavelmente o melhor grupo. Arsenal, Marselha, Dortmund e Nápoles prometem muito espectáculo. O Dortmund, finalista do ano passado, é talvez a equipa mais forte, mas Arsenal e Nápoles são também fortes na Europa e o próprio Marselha tem os seus trunfos. Uma coisa é certa: entre estas 4 equipas, uma ficará fora da Europa (Marselha seria o palpite mais provável) e um de 3 muito fortes emblemas será relegado para a Liga Europa, onde automaticamente ficará como aspirante a vencer.

Alex Pettyfer e Rachel Hurd-Wood são hipótese para o novo Star Wars

Ponto prévio: a saga Star Wars devia ter acabado como acabou com o episódio III a ligar todo o enredo e a completar a passagem de Anakin Skywalker para Darth Vader. No entanto, há dinheiro para se fazer e o rato Mickey (leia-se Disney) quer encher os bolsos.

    Muito pouco se sabe neste momento sobre o episódio VII de Star Wars. Sabe-se que estreará em 2015, que deverá ser o primeiro de mais 3 filmes, e que J.J. Abrams será o realizador, estando George Lucas apenas como consultor. Também ainda sem estarem 100% confirmados, espera-se o regresso de Harrison Ford, Mark Hamill e Carrie Fisher nas suas (envelhecidas) personagens. Não há ainda uma sinopse lançada sobre a primeira etapa da nova Guerra das Estrelas, portanto tudo o que vai correndo pelos bastidores de Hollywood são rumores.

    O mais recente rumor dá conta de dois jovens actores considerados como prováveis hipóteses para dois papéis. Quais papéis? Ninguém pode garantir, porque ainda ninguém sabe de nada. Ou seja, um rumor sobre um rumor - o que equivale mais ou menos a nada. Depois de se falar que Ryan Gosling teria recusado um papel que lhe terá sido oferecido, ontem surgiu a notícia de que Alex Pettyfer e Rachel Hurd-Wood seriam eleitos para 2 importantes papéis.
    A Walt Disney Co. estará à procura de uma teenager perto de deixar de o ser e de um actor com 20 e tal anos. Ora, Rachel Hurd-Wood (que entrou em 'Peter Pan' e 'Perfume') tem 23 anos, mas passa bem por menos, com o seu cabelo ruivo e os seus olhos azuis. Tem um rosto bastante particular e, como ainda não teve grandes papéis, poderia ter em Star Wars o início de uma carreira diferente.
    Alex Pettyfer, também com 23 anos, tem um historial ligeiramente maior com alguns. Entrou em 'Magic Mike', 'I Am Number Four', 'In Time' e mais recentemente no filme de Lee Daniels, 'The Butler'. O actor estará supostamente a ser considerado para o papel de filho de Luke Skywalker - mas, lá está, este papel é apenas especulado porque não há informações de nada, embora faça sentido que a família Skywalker tenha sequência. E sim, Pettyfer tem ADN Skywalker, quando pensamos em Hayden Christensen (mais do que Mark Hamill).

    Até final de 2013 e no início de 2014 certamente teremos muitas novidades, tanto de elenco como da própria história/ personagens incluídas. Uma coisa é certa: J.J. Abrams é uma aposta muito forte da Disney (que recordamos, comprou a Lucasfilm), tal como também é certo que, se o franchise Star Wars tem muito peso, é também certo que a responsabilidade e o grau de exigências serão altíssimos, porque já toda a gente esperava que os Jedis tivessem pendurado as botas, ou neste caso, os sabres de luz. E sim, isto foi a frase mais geek que já escrevi.

Ben Affleck - o novo Batman

Soube-se há dias que Ben Affleck tinha sido o actor escolhido para interpretar a personagem de Batman/ Bruce Wayne, sucedendo assim a Christian Bale. Esta escolha levantou já enorme contestação. Pessoas, o Tobey Maguire já "foi" um super-herói, é importante não nos esquecermos disso.

    Ora bem, primeiro que tudo é importante que os fãs de Batman percebam uma coisa - a trilogia conduzida por Christopher Nolan terminou. A personagem teve em Christian Bale o seu melhor intérprete, de longe, mas num enredo montado de forma inteligente por Nolan e David S. Goyer. O universo com Heath Ledger, Tom Hardy, Anne Hathaway, Michael Caine, Aaron Eckhart e Joseph Gordon-Levitt acabou. De Nolan espera-se apenas que se inclua na produção do próximo filme.
    Christopher Nolan e Christian Bale deixaram a condução e desempenho dos destinos da personagem autenticamente armadilhados para os sucessores. Porque, se não fossem os 3 filmes entre 2005 e 2012, Affleck não teria uma luta tão grande pela frente. O seu best friend forever Clooney, Val Kilmer e Michael Keaton (o melhorzinho a seguir a Bale, também pelos projectos em que esteve terem tido envolvidos Tim Burton, Jack Nicholson e Danny DeVito) não seriam considerados concorrência pesada.

    Quando terminou "The Dark Knight Rises", Nolan "brincou" com os fãs. Ele, que sempre avisou que aquele seria o seu último filme conseguiu um final de filme perfeitamente escrito possibilitando tanto que se aceitasse aquele como o fim, mas também aceitando que Joseph Gordon-Levitt emergisse como novo Batman. Ora, nem uma coisa nem outra, o filme continua mas com Ben Affleck.

    O actor/ realizador de Argo e que já foi um super-herói (Daredevil, numa performance pouco conseguida) foi a escolha para surgir pela primeira vez num filme onde Batman e o Super-Homem dividem protagonismo. Tinha-se falado que a Warner Bros estaria à procura de um actor com cerca de 40 anos, tendo sido mesmo apontado Jon Hamm (Mad Men) como o sucessor de Bale. Sinceramente, gostaria mais dessa opção, embora a estranhasse no início por ser difícil desligar Jon Hamm de Don Draper, a sua personagem em Mad Men.

    Uma coisa é certa. Ben Affleck vai aparecer como Batman a 17 de Julho de 2015 no filme realizado por Zack Snyder "Batman vs Superman". A boa notícia é que David S. Goyer - responsável pela série Da Vinci Demon's - vai manter-se na escrita do Argumento. Quanto a Christopher Nolan, que produziu e acompanhou o desenvolvimento da história de "Man of Steel" ainda não é certa a sua ligação a esta nova etapa de Batman. Quanto ao Super-Homem, Henry Cavill vai manter-se a desempenhar o papel.

    A escolha de Ben Affleck levantou uma polémica enorme e uma contestação online que chegou... até Obama. Uma petição intitulada "Retirem Ben Affleck do papel de Bruce Wayne/Batman no filme Superman/Batman" chegou rapidamente a mais de 50 mil assinaturas. Veremos como é que Affleck responde depois de tanta contestação. Em Armageddon calhou-lhe a palhinha mais pequena, e parece que os fãs de Batman querem que ele assim se mantenha. Só que desta vez não há o Bruce Willis para o safar.

Affleck, Affleck, não vais ter vida fácil.





Paulo Bento anuncia convocados (Adrien de novo de fora); Casillas oferecido; Porto também compra na Sérvia

Portugal - Paulo Bento anunciou há momentos os convocados para o jogo com a Irlanda do Norte, marcado para 6 de Setembro às 19h45. Relativamente à última convocatória, destaque para as saídas de Nélson Oliveira, Paulo Machado, Varela, Bruno Gama, Pizzi e Sílvio.
    O maior destaque vai mesmo para o regresso de Antunes (já fora convocado mas nunca em jogos do apuramento para o Brasil) e para o facto de Josué manter o seu lugar nos eleitos.

Guarda-Redes: Rui Patrício (Sporting), Eduardo (Braga), Beto (Sevilha);
Defesas: Pepe (Real Madrid), Neto (Zenit), Bruno Alves (Fenerbahçe), Ricardo Costa (Valência), João Pereira (Valência), Fábio Coentrão (Real Madrid), Antunes (Málaga);
Médios: Raul Meireles (Fenerbahçe), André Martins (Sporting), Miguel Veloso (Dínamo Kiev), Ruben Amorim (Benfica), João Moutinho (Mónaco), Ruben Micael (Braga), Josué (Porto)
Avançados: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Nani (Manchester United), Vieirinha (Wolfsburgo), Danny (Zenit), Hélder Postiga (Valência), Hugo Almeida (Besiktas)

BPF - Mais uma vez uma convocatória que pouco se afasta do modelo-base de Paulo Bento. O jogo com a Holanda deveria ter sido utilizado para fazer mais experiências e dar novas oportunidades, que se poderiam manter nesta convocatória. A maior ausência - considerando o momento de forma dos jogadores - é sem dúvida Adrien Silva. O médio do Sporting tem-se exibido a um nível alto, com uma intensidade de jogo superior à grande maioria dos médios lusos. Nani é convocado quando não joga no Manchester United e Nélson Oliveira é preterido da convocatória precisamente na altura em que justificava estar nela, após o seu bom início na Ligue 1. De resto, uma boa notícia o regresso de Vieirinha (que tem jogado sempre a bom nível quando posto em campo) e Danny com certeza será titular, dado o seu bom momento de forma. Dos 6 leões pré-convocados por Paulo Bento, apenas surgem 2 na convocatória, e o lugar de André Martins poderia muito bem ser de Adrien, tal como havia espaço para William Carvalho e talvez Wilson Eduardo (menos) nesta convocatória. Mais do que Wilson Eduardo, seria Licá a merecer por esta altura a sua estreia entre as opções de Paulo Bento. Mas já sabemos o que havemos de esperar...

  Chelsea (Eto'o) - Depois de muito tempo com Wayne Rooney a ser apontado ao clube londrino, parece por esta altura cada vez mais certo que o novo avançado de Mourinho será o seu bem conhecido Samuel Eto'o. O avançado camaronês está disposto a baixar o seu gigantesco salário em 4 milhões (continuando absurdo, claro) para rumar a Londres e assinar um contrato válido por 1 temporada com o Chelsea, estreando-se assim na Premier League. O avançado chegou ontem a Londres, é esperado para fazer os habituais exames médicos e a transferência poderá tornar-se oficial ainda hoje.
    BPF - É muito complicado que Rooney abandone o United - embora transpareça que não esteja feliz ao serviço dos campeões ingleses - e nesse caso Eto'o é uma excelente opção para José Mourinho. Conhece o treinador, é um avançado experiente - e a experiência dos avançados contribui muito para o seu sucesso em solo inglês, vai com certeza sentir-se rejuvenescido quando integrado numa frente com Hazard, Mata, Óscar e companhia e é um jogador diferente dos restantes avançados. A aquisição de Eto'o poderá eventualmente significar o abandono de Demba Ba, veremos o que acontece a Fernando Torres e defendemos que, no modelo de jogo do Chelsea, para já, Romelu Lukaku é a opção que deveria estar a ter mais minutos pelas suas características.

  Sporting - Enquanto os leões preparam o derby de Sábado contra o Benfica, a imprensa portuguesa dá conta de uma proposta do Liverpool de 7 Milhões por Tiago Ilori, com futuras mais-valias após uma eventual transferência do jogador. BPF - No nosso entender, Ilori ainda não provou o suficiente para rumar ao Liverpool, mas poderia ser uma aposta interessante para o futuro do clube inglês. Ilori fez um bom final de temporada 2012/13, tem características físicas apreciadas nos centrais da actualidade mas para nós nem seria titular no actual Sporting, no qual preferimos a dupla Dier-Rojo, havendo ainda Maurício (inferior a Ilori, mas com níveis de "boa" agressividade mais elevados).

Novidades do Mercado:
- Porto também se vira para o mercado sérvio e está perto de garantir o jovem Marko Pavloski;
- City disposto a dar 45 Milhões por Mangala - Depois de garantir Demichelis por 5 Milhões, achamos improvável que os citizens façam este movimento;
- A Imprensa Inglesa indica que Iker Casillas terá sido oferecido pelo Real Madrid ao Arsenal. O Arsenal que finalmente contratou alguém! Trata-se de Flamini, que regressa ao seu antigo clube a custo zero;
- Real Madrid espera ainda vender Fábio Coentrão para oficializar a contratação de Siqueira;
- Schalke 04 em contactos com a Udinese para a compra de Gabriel Torje, jogador com elevada margem de progressão;
- Eriksen deverá mesmo ser anunciado como jogador do Tottenham em breve;
- Ricardo Vaz Tê pede para sair do West Ham;
- Celtic, um dia após uma épica reviravolta, está perto de conseguir contratar o finlandês Pukki;
- Manchester United não desiste e sobe a parada pela dupla Baines-Fellaini;
- André Santos desvinculou-se do Sporting e tudo indica rumará a Guimarães;
- Sereno assina por 3 temporadas com o Kayserispor;
- Hélder Barbosa é emprestado ao Almeria;
- Diogo Rosado junta-se ao plantel do Vitória Setúbal - caso se exiba com regularidade, é uma excelente e diferente opção para José Mota;
- Abdoulaye deve ser "colocado" pelo Porto a rodar noutro emblema.

28 de agosto de 2013

Eis as 32 equipas nos Grupos da Champions; Milan, Arsenal e um Celtic com alma confirmaram ontem e hoje a sua presença

  Liga dos Campeões - Terminados os jogos do play-off já são conhecidas as 32 equipas que disputarão a edição 2013/14 da prova o ano passado ganha pelo Bayern Munique. Porto e Benfica vão conhecer os seus adversários no sorteio que irá decorrer às 17 horas.

Pote 1 - Bayern Munique, Barcelona, Chelsea, Real Madrid, Manchester United, Arsenal, Porto e Benfica
Pote 2 - Atl. Madrid, Shakthar Donetsk, AC Milan, Schalke 04, Marselha, CSKA Moscovo, PSG e Juventus
Pote 3 - Zenit, Manchester City, Ajax, Dortmund, Basel, Olympiacos, Galatasaray, Bayer Leverkusen
Pote 4 - Copenhaga, Nápoles, Anderlecht, Celtic, Steaua, Viktoria Plzen, Real Sociedad, Austria Viena

BPF - A fase final da mais prestigiada competição europeia de clubes começa a ganhar forma amanhã e, numa análise muito sumária, em primeiro lugar tem que ser uma enorme honra para o futebol português conseguir ter 2 equipas entre as 8 integrantes do primeiro pote. De resto, Porto e Benfica terão tarefa tanto mais facilitada quanto conseguirem evitar os tubarões do pote 2 e 3 (Juventus, PSG, Manchester City e Dortmund) e o Nápoles surge como uma "fava" no pote 4. É curioso o facto do Borussia Dortmund, finalista vencido na última edição, ser este ano uma equipa apenas do terceiro pote. Esperam-se grandes grupos e o melhor futebol ao som do hino da Champions.

Hoje foi, como já referimos num post anterior um dia triste mas já esperado para o Paços de Ferreira, mas tivemos mais 4 equipas apuradas para além do Zenit: AC Milan, Real Sociedad, Plzen e Celtic.
- AC Milan 1-0 PSV – duas equipas abaixo do que já foram outrora (sobretudo a equipa milanesa), num jogo na qual valeram as individualidades dos italianos. Kevin Prince Boateng colocou o Milan na frente com um forte remate de meia distância, Abbiati foi dizendo presente perante bom cabeceamento de Matavz e excelente remate de Maher (grande potencial) e, na segunda parte, Mario Balotelli marcou um importante golo ao emendar um cabeceamento de Mexès para a baliza dos comandados de Cocu. O 3.º golo foi novamente apontado por Prince, após assistência de Andrea Poli.

- Celtic 3-0 Shakther Karagandy – Foi o jogo mais emocionante da noite. Tínhamos referido que seria preciso o infernal ambiente em Glasgow para carregar a equipa da casa e, depois de ter perdido por 2 golos no Cazaquistão, o Celtic conseguiu mesmo recuperar. A remontada começou muito perto do intervalo com um grande golo de Commons. O reatar do jogo foi feliz para o Celtic com Samaras a finalizar bem e a empatar a eliminatória. Matthews salvou a sua equipa na linha de golo e no final da segunda parte, aos 91 minutos, a reviravolta ganhou forma: Stokes pegou na bola no flanco esquerdo, driblou 3 adversários e deu para Forrest levar os adeptos ao rubro, integrando Neil Lennon os festejos. Noite grande.

Nos outros dois jogos, Plzen já estava com um pé na fase de grupos e sentenciou aos 3 minutos o desenrolar dos acontecimentos e em Espanha a Real Sociedad limitou-se a gerir a vantagem conseguida em Lyon (quem não se lembra dos golos de Griezmann e Seferovic?) tendo marcado por Carlos Vela após assistência de Griezmann, que promete mostrar-se nesta edição da Champions. Vela voltou a estar em evidência no tempo de compensação ao pegar na bola a meio-campo, levando tudo à frente até picar a bola sobre o guarda-redes.

No dia de ontem houve 18 golos em 5 jogos.
- Arsenal 2-0 Fenerbahçe: Raul Meireles e Bruno Alves caíram no Emirates Stadium, vendo-se relegados para a piscina dos pequenos – a Liga Europa. O Arsenal tinha feito um excelente jogo na Turquia – vencendo por 3-0 – e ontem a exibição voltou a ser de bom nível. Os turcos até entraram a procurar o golo, mas Aaron Ramsey aos 25 minutos sentenciou de vez a eliminatória – uma jogada na qual Podolski fez um excelente passe de rotura, e na qual a bola foi parar a Ramsey após um desarme de um defesa aos pés de Walcott. O guardião polaco do Arsenal foi posto à prova por Emenike e, do outro lado, Volkan Demirel evitou o golo de Cazorla com uma defesa incrível. Poucos minutos depois de Theo Walcott fazer a bola bater na trave na sequência de um livre directo foi a vez de Ramsey dizer que a noite era dele. O galês, camisola nº 16, que está para já a iniciar a época em grande nível, a aparecer em zonas de finalização e a conseguir números, finalizou uma grande jogada colectiva (na qual estiveram envolvidos Yaya Sanogo, Wilshere e Gibbs) com um remate de primeira. O Arsenal seguiu em frente, ocupando o pote 1 mas perdendo Podolski por lesão, e o Fenerbahçe ruma à competição onde na temporada passada foi eliminado pelo Benfica.

- PAOK 2-3 Schalke 04 - A equipa alemã tinha empatado 1-1 na 1ª mão e começou bem com Szalai a marcar. Athanasiadis empatou o jogo e aos 64 o Schalke ficou reduzido a 10 unidades. No entanto, foi nessa altura que emergiu o génio de Draxler. O jogador alemão marcou e assistiu Szalai após uma jogada de enorme classe (com um bom golo de cabeça de Katsouranis pelo meio), colocando o Schalke nos grupos.

O Steaua seguiu em frente após o seu segundo empate com os polacos do Legia (vencendo pelos golos marcados fora) e o Austria Viena confirmou também a sua presença, embora tenha perdido em casa com o Dinamo Zagreb (bons golos dos croatas).

Percurso negro de Costinha nos «castores» continua (4-2)

  Paços de Ferreira - Nova derrota do Paços de Ferreira, desta vez em São Petersburgo, por 4 bolas a duas. Apesar de demonstrar uma melhor faceta que na exibição no Dragão, o Paços voltou a sofrer uma pesada derrota. Inicialmente, o Zenit entrou melhor. Houveram oportunidades de golo para os dois lados, mas o Zenit era quem chegava mais facilmente à baliza de Degra. O golo surge aos 29 minutos com Witsel a desmarcar o lateral esquerdo Smolnikov e o russo a liga o turbo até à linha e cruza atrasado para Danny. O português, com toda a calma do mundo, tira um adversário da frente e remata sem hipóteses para o guardião argentino. O descanso chegaria pouco tempo depois sem grandes lances de perigo.
    O segundo tempo abre logo com um golaço de Danny. O avançado português faz um passe para Bukharov, mas o avançado não se faz ao lance e é o próprio Danny a correr directamente para a bola e a fazer um chapéu perfeito deixando Degra surpreendido a olhar para a bola. Seguidamente o Zenit abrandou a sua ofensiva e deu espaço para o Paços avançar e para Vitor se destacar ainda mais na partida. O médio pacense causou perigo em algumas ocasiões mas é o Zenit a aumentar a vantagem para 3 golos. Manel José faz um mau passe no meio campo, Tymoshchuk aproveita, abre na direita para Anyukov que centra com conta, peso e medida para Bukharov fuzilar de cabeça. O Paços responde logo a seguir com Manuel a redimir-se do erro anterior com um bom golo. Remate cruzado forte fora de área deixando Lodigin pregado ao relvado. Aos 77 minutos, Rui Miguel rasteira Arshavin dentro da grande área e o árbitro espanhol não hesita a marcar grande penalidade. Na conversão, o ex-jogador do Arsenal executa da melhor maneira - bola para um lado, Degra para o outro. Os castores voltam a responder ao golo sofrido com um golo. Caetano faz um cruzamento exímio para Carlão atirar para o canto superior direito da baliza russa. Estava feito o resultado final.
    O Paços de Ferreira fica assim eliminado da Liga dos Campeões transitando para a Liga Europa. Fica a sensação de que se fosse o Paços do ano passado, a eliminatória não seria tão discrepada. Uma equipa com um treinador e bem estruturada daria outras hipóteses à equipa portuguesa. Como dissemos na Antevisão da Liga Zon Sagres, o Paços este ano está muito fraco e os seus objectivos passam por lutar pela manutenção. Muito má escolha do treinador (que ainda não tem o nível suficiente para integrar Flash's Interviews e não usa o boné da praxe) e equipa muito mal construída face às saídas.

Barba Por Fazer do Jogo: Danny.
Outros Destaques: Anyukov, Witsel, Smolkinov; Vitor, André Leão.
Golos:
1-0 Danny 29'
2-0 Danny 48'
3-0 Bukharov 66'
3-1 Manuel José 68'
4-1 Arshavin (Pen.) 78'
4-2 Carlão 83'

A 3 Dias do fim do Mercado, Cardozo, Enzo Pérez, Eriksen, Mata e David Luiz agitam as águas


  BenficaHoje é notícia para os lados da Luz, para além da injustificada contestação a Luisão nas redes sociais, o facto de Óscar Cardozo ainda poder abandonar a Luz. Pedro Aldave, empresário do jogador, deu uma entrevista no Paraguai na qual disse que Cardozo esteve vendido ao Fenerbahçe mas foi Luís Filipe Vieira que não deixou o jogador sair, acrescentando ainda que estão neste momento em cima da mesa propostas oriundas da Rússia (provavelmente Zenit) e Qatar. O Mundo Desportivo noticia também que o Barcelona poderá tentar avançar para a contratação de "Tacuara" por ser um avançado acessível. BPF - Se neste momento parece que Cardozo ficará, veremos o que acontece até ao mercado fechar na Rússia. Pode acontecer mais um roubo "fora de horas" como o Zenit fez com Hulk e Witsel.
    E é da Rússia - mais propriamente do CSKA -, que garantiu mesmo Vitinho por 10 Milhões, que surgiu o interesse em Enzo Pérez nos últimos dias. O clube russo pondera avançar com uma proposta em breve. BPF - Embora nem sempre valorizado, Enzo Pérez foi um gigante em 2012/13 e é peça-chave, a par com Salvio, Matic e Luisão para o destino deste Benfica. Reiteramos que, se jogadores como Ola John são descartáveis, Enzo não o é.
    Quem também volta a ser notícia é Mitrovic - o defesa central deverá mesmo ser emprestado nestes últimos dias. Depois de ter sido apontado ao futebol inglês, hoje surge o Nice como hipótese para a evolução da carreira do jogador sérvio. Perante a permanência de Garay é também hoje notícia que Lisandro López poderá abandonar a Luz, no entanto não cremos neste cenário.

 Mercado: Liga Zon Sagres -
    - Christian Atsu parece mesmo destinado ao futebol inglês, correspondendo assim ao seu desejo para a sua carreira desportiva, sendo que o agente do jogador indica que Atsu rumará a um dos "Top-4" do futebol inglês. O Chelsea de Mourinho surge como potencial interessado, mas (embora não tenha ficado nos 4 primeiros lugares na última época) o Tottenham de AVB ou o Liverpool teriam mais razões para a compra do jogador ganês. Em todo o caso, Atsu será um jogador de recurso para qualquer um destes clubes, mas com muita margem de evolução. Veja-se que tanto Liverpool como Tottenham têm jogadores da formação que podem privilegiar: Sterling e Jordon Ibe nos reds e Townsend nos spurs;

    - O Braga emprestou João Pedro - ala que fez um bom final de época ao serviço dos minhotos na temporada passada - ao Belenenses, ficando o clube do Restelo com opção de compra. Um elemento que se pode vir a revelar muito útil nas escolhas de van der Gaag. Ainda no que ao Braga diz respeito, o Sassuolo (equipa promovida à Serie A) quer Custódio. Poderia ser uma boa opção para o Braga o encaixe financeiro com Custódio, quando Luiz Carlos está num nível soberbo e Mauro e Luís Silva merecem oportunidades;

    - Tudo indica que Jackson Martínez renovará pelo Porto, tornando-se o jogador mais bem pago do plantel - uma opção que não surpreende e que reforça a boa gestão dos seus activos que o Porto continua a fazer, com prémios elevados.

  Mercado: Premier League
    - David Moyes pretende alegadamente a contratação de David Luiz para o centro da defesa do Manchester United - os red devils não contrataram Garay e até podem mesmo não ter que contratar ninguém: caso Vidic se mantenha fisicamente a bom nível, Phil Jones pode avançar para uma época regular no centro da defesa. E, claro, ainda há Evans e Ferdinand. Em todo o caso, será bastante importante ver como avança o "dossier" David Luiz e se Mourinho o estima e lhe dá a titularidade, e se o United pretender mesmo um defesa-central, Ryan Schawcross seria uma opção mais em conta e a merecer aposta;

    - O Tottenham perdeu Willian para o Chelsea, mas já encontrou o substituto: Christian Eriksen. A confirmar-se, será a contratação indicada para o modelo de jogo e para as necessidades que o Tottenham tem neste momento que suprimir. Eriksen merece o "salto", teria encaixado bem no Dortmund caso Mkhitaryan não tivesse sido contratado, mas tem o perfil de jogador que o Tottenham precisa: pensador de jogo, capaz de ser o decisor e construtor no último terço, com boa capacidade de último passe, um cérebro. Também em White Hart Lane, André Villas-Boas falou da transferência de Gareth Bale: "Jogar no Real Madrid é o sonho dele. O Tottenham vai aceitar aquela que será provavelmente a maior transferência do futebol mundial. A transferência está muito perto de se concretizar. Desejo o melhor a Bale depois do comportamento dele não ter sido o mais correcto";

    - Tal como David Luiz, Juan Mata é outro dos jogadores com o destino ainda incerto. Não pegou ainda de estaca com Mourinho no leme do clube londrino e é hoje associado a Tottenham, Arsenal e United. Mourinho já disse que o espanhol não sairá e não acreditamos que isso aconteça - em todo o caso, qualquer uma destas 3 equipas teria muito a ganhar com o espanhol.

    - A Marca avança hoje com a hipótese de Fernando Torres regressar a Liverpool, estando ainda o Arsenal atento à sua situação. Honestamente, achamos absurda a hipótese de Torres regressar a uma casa onde foi adorado mas rapidamente passou a odiado. Quanto ao Arsenal, o seu desespero por contratações leva a que continuem a ser associados infinitos jogadores por estes dias.

Outras Notícias:
- O Bayern de Guardiola perdeu os primeiros pontos na Bundesliga, diante do Friburgo. Shaqiri marcou para os bávaros, mas Höfler perto do fim roubou 2 pontos ao campeão em título, em vésperas de disputar a supertaça europeia com o Chelsea;
- Adem Ljajic é oficialmente jogador da Roma, tratando-se provavelmente do substituto por antecipação de Erik Lamela - uma grande perda para a Fiorentina e um reforço que catalisa o potencial da equipa romana, que ainda deverá contratar um avançado. A Fiorentina, por sua vez, garantiu Ante Rebic, avançado promissor;
- Amalfitano será emprestado pelo Marselha ao West Bromwich;
- Kondogbia vai mesmo rumar ao Mónaco, uma grande contratação para Ranieri;
- Laudrup tem mais um espanhol debaixo de olho: Alvaro Vazquez, jogador que já foi associado ao Benfica;
- Roy Hodgson pode até não ter o melhor técnico do mundo, mas continua a dar oportunidades aos jovens jogadores ingleses e jogadores em bom momento: Andros Townsend e Ross Barkley integram a convocatória para os próximos jogos da Inglaterra.